Pregando o Evangelho

Olá queridos

No dia 12 de Fevereiro de 2013 estive ministrando para as crianças no retiro da Igreja Batista Basileia e para me auxiliar com a Palavra, usei a” história evangelística do coração” da “Tia Chic” como já foi falado no post anterior “Dica de blog: Tia Chic!”

Clique aqui para ver o post Dica de Blog!

[Fotos tiradas via celular]

Veja mais fotos…

Dica de blog: Tia Chic!

Olá queridos irmãos que acompanham o Blog,

O Post de hoje é um agradecimento a “Tia Chic” por compartilhar suas ideias em seu blog. Creio que ela disponibiliza todo esse material, postando com certeza com a intenção de ajudar pessoas que trabalham com Ministério Infantil, por isso ela merece todos os créditos dessa postagem!

Queria destacar a ” história Evangelística do coração”

 Ministrei para as crianças  da Igreja Batista Basileia essa história e foi maravilhoso!

(clique aqui e acompanhe como foi)

Pra quem tem o interesse de fazer, segue a história…

CORAÇÃO…
Assim é o coração das pessoas que desprezam a Deus, mesmo que por fora elas estejam sorrindo, por dentro elas estão infelizes, mesmo que elas estejam rodeadas de pessoas, elas se sentem sozinhas no mundo. Que tristeza…
Dentro deste coração há muitas coisas ruins, vocês gostariam de saber o que há dentro deles¿
(COLOQUE AS PALAVRINHAS ENQUANTO EXPLICA UMA A UMA)
Desobediência: Acho que o dono deste coração não gosta de respeitar o papai e a mamãe, a Bíblia diz que devemos honrar nossos pais que sejamos abençoados, (Êxodo: 20.12) não só os pais, mas os professores, os mais velhos, o pastor, etc. Devemos obedecer principalmente a Palavra de Deus que nos mostra a vontade do Senhor.
Ira: Se o coração não tem amor nada mais adianta (1Corintios: 13.3). Quando o coração não perdoa, as feridas nunca saram e ele irá sofrer muito por causa disso, o ódio que ele mesmo tem só vai machucá-lo mais ainda.
Fofoca: Hum… Tem gente que adora falar dos outros e apontar seus erros. Enquanto ele fala de alguém, acaba percebendo que sua vida está muito pior (Mateus 7:3). Deus despreza esse tipo de coisa, infelizmente há muitos corações que dizem ter Jesus mas fazem essas coisas, como Deus pode morar em um coração assim¿ Se quiser ser feliz de verdade terá que abandonar esse tipo de atitude.
Tristeza: É a conseqüência de todo o resto. As pessoas que não tem Cristo tentam encontrar a alegria com outras coisas, como o dinheiro, festas, amigos, viagens, bebidas, etc. Mas nada disso traz alegria duradoura. Somente quando esse coração reconhecer que precisa de Jesus e aceitá-lo como Salvador de sua alma, é que ele encontrará o que tanto procura.
(COLOQUE AS PALAVRINHAS ENQUANTO EXPLICA UMA A UMA)
Amor: O próprio Deus que mora nele é amor e ele vai mostrar isso através das suas atitudes; ajudando aos outros, não falando mal de ninguém, perdoando, etc.
Perdão: Agora que ele já aprendeu a perdoar, as suas feridas estão saradas e mesmo quando alguém o prejudicar o amor de Deus que está nele vai ajudá-lo a perdoar.
Paz: Ele está tranqüilo, pois sabe que seus pecados estão perdoados e o dia que partir o céu o espera. Mesmo quando ele passar alguma dificuldade não terá medo, pois tem a certeza de que Jesus está com ele.
Alegria: Finalmente ele encontrou! Jesus preencheu todo o vazio que sentia e agora está feliz. Pode faltar tudo, mas se Jesus morar em seu coração tudo fica bem. Será que aqui tem alguém que quer trocar seu coraçãozinho triste por um novo coração?
Faça o apelo e ore pelas crianças que desejarem receber a Jesus, mesmo as que já são crentes. Professor deixe o Espírito Santo guiá-lo, Ele irá te usar para levar a salvação a muitas vidas.

Se você quer conhecer mais sobre o blog da ” Tia Chic” [clique aqui] Eu recomendo!

As Crianças Necessitam de Pastores

A figura que melhor representa aquele que trabalha com crianças é a figura de um pastor. Tios, tias, professores, professoras, palhaços, palhaças, monitores, voluntários e tantos outros semelhantes precisam sair de cena. Chega de pajear, de entreter ou de meramente “ensinar” crianças. Vamos pastoreá-las. O momento atual exige isso.
 Na história contada por Jesus a respeito do pastor que sai pelos montes procurando a ovelha perdida (Mateus 18:10-14), encontramos algumas ações significativas:
  • Deixar- Ele suspende o que vinha fazendo e se lança numa empreitada que vai exigir certa renuncia.
  • Ir- Ele se desloca movido totalmente focado no seu objetivo: encontrar o cordeiro que está perdido.
  • Procurar- Ele se esforça por alcançar ou conseguir o seu objetivo.
  • Encontrar- Ele finalmente descobre, acha dá de cara com a ovelha perdida.
  • Recolher- Ele dá o devido acolhimento.
  • Trazer- Ele conduz o cordeiro para o lugar seguro.
Pr. Gilberto Celeti

Muito triste é constatar que em muitos lugares são colocadas pessoas para instruírem as crianças sem que tenham as qualificações necessárias. Diante dos cordeirinhos precisam estar melhores “pastores e mestres”. Não é tarefa para “qualquer um” realizar.

banner

Treinamento para lideres da IEQ

Queridos irmãos que acompanham o Blog,

 Compartilho hoje algumas fotos de como foi Treinamento para lideres e professores de Ministério Infantil das Igrejas do Evangelho Quadrangular (IEQ) de São Luis-MA

Com o tema: “Métodos Criativos para Evangelizar Crianças”, realizado no dia 02/02/2013.

O convite foi feito pela  Coordenadora Estadual do Grupo  Missionário de Crianças (GMC-MA),Pra.Luziclaudia Silva

Foram abordados algum temas, como:

– É urgente alcançar as crianças para Deus
– Jesus valorizou as Crianças
– A criança está no tempo ideal para servir a Cristo
– Comunicação Visual no ensino (O propósito dos visuais)
– Contando a Salvação(Use Histórias)
– História Biblica
– Caminho da Salvação
– Desenvolvimento das estratégias
– O convite para a criança não salva (apelo)

Veja mais fotos abaixo

5º Simpósio da APEC em São Luis-MA

banner

A História da Mulher Samaritana

Texto: João 4:1-42

Você já esteve com muita sede? Quando você está com sede, nada é tão bom quanto um copo de água fresca!É claro que a água só satisfaz você temporariamente. Depois você tem necessidade de beber mais. Mas, Jesus se referia a um tipo especial de água que não podemos ver. Certo dia, Jesus encontrou uma mulher que precisava deste tipo especial de água.

Depois de pregar ensinar na Judeia por um longo tempo, Jesus decidiu voltar para Galileia. O caminho mais rápido para chegar lá era atravessando a província de Samaria, porém esse não era o caminho habitual. A maioria dos Judeus preferia ir pelo caminho mais longo, para evitar os samaritanos. Os Judeus não gostavam dos samaritanos. Mas o Senhor Jesus sabia que havia alguém em Samaria que precisava conhecê-lo, então escolheu o caminho que passava por Samaria.

Os seguidores de Jesus, os discípulos, confiavam nEle e foram com Ele. As viagens naquele tempo eram demoradas, porque eles iam a pé, por estradas poeirentas, debaixo de sol forte ou chuva. Como o passar do dia, todos ficaram cansados famintos. Até Jesus precisava de descanso, de comida e de água.

Finalmente, o alivio chegou. Avistaram a cidade de Sicar. O poço da cidade seria um bom lugar para parar e descansar. Provavelmente, Jesus estava muito cansado. Antes da viagem, tinha passado muitos dias ensinando. Então enquanto os discípulos foram comprar comida na cidade, Jesus se sentou sozinho à beira do poço.

O poço era muito importante para as pessoas. Elas não tinham torneiras em suas casas como nós temos. Em vez disto, as pessoas iam ao poço com grandes potes para pegar água que necessitariam para o dia.

Todos os dias, as pessoas, geralmente as mulheres, vinham tirar água e levá-la para suas famílias.

Era mais ou menos meio-dia. Jesus descansava à beira do poço quando viu uma mulher samaritana carregando um grande pote.

Ela ignorou Jesus e se preparava para tirar água do poço a fim de encher o seu pote. Mas Jesus surpreendeu, pedindo: ”Dê-me um pouco de água”. O costume local proibia conversas em público entre homens e mulheres que não se conheciam. E a maioria dos homens judeus nunca falaria com uma mulher samaritana. Mas este homem era diferente. Ele era Jesus, o maravilhoso Salvador, o perfeito filho de Deus. Ele se importava com aquela mulher, mesmo sendo ela uma samaritana. Por isso, ela ficou espantada quando Jesus falou com ela. Ela perguntou por que Ele, um judeu, pedia água a uma mulher samaritana.

A resposta de Jesus foi surpreendente:” Se você conhecesse o dom de Deus e quem é que está lhe pedindo água, você lhe pediria e ele lhe daria água viva.” A mulher não sabia que falava com o Filho de Deus. Jesus lhe falava sobre o dom (presente) da salvação que Ele mesmo poderia dar. Se ela tivesse entendido, pediria esta água especial que Ele queria lhe dar-  a água de vida eterna, a salvação.

Jesus queria que ela entendesse. Ele disse:” Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der, nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna.”

Jesus queria que a mulher pensasse no Céu, mas ela continuava pensando apenas na sede física. Ela disse:” Senhor, dê-me dessa água, para que eu não tenha mais sede, nem precise voltar aqui  para tirar água”. Ela ainda não entendia que Jesus não falava sobre água comum, Ele estava apenas dando um exemplo.

Mas Jesus não desistiu. Ele fez um pedido incomum. Ele disse:”Vá,chame o seu marido e volte”.

Olhando para baixo, a mulher respondeu: ”Não tenho marido”.

A resposta dela não surpreendeu a Jesus. Ele conhecia tudo sobre a vida da mulher, porque Ele é Deus. Ele disse “você falou corretamente, dizendo que “não tem marido”. O fato é que você já teve cinco; e o homem com quem  agora vive não é o seu marido. O que você acabou de dizer é verdade”.

Jesus sabia que a mulher vivia em pecado. Jesus queria que ela cresse nEle como o maravilhoso Salvador, que podia dar a ela a “água viva”, a salvação, a vida eterna. Mas primeiro ela precisava reconhecer que era pecadora

Para ajudar a mulher enxergar o seu pecado, Jesus lhe disse para trazer o seu marido. Você não ficaria surpreso se alguém que você não conhece falasse sobre o que você faz há muito tempo? Aquela mulher também ficou surpresa! Ela pensou que Jesus era um profeta, alguém que falava dirigido por Deus, já que Ele sabia tudo sobre ela.

Só que a mulher não gostava de pensar em seu pecado, então tentou mudar de assunto. Ela disse: ”Eu sei que o Messias, chamado Cristo, está por vir. Quando ele vier, explicará tudo para nós”.

A resposta de Jesus deve ter deixado a mulher mais surpresa ainda do que antes. Ele disse: ”Eu sou o Messias! Eu, que estou falando com você”.

A mulher se achava frente a frente com o Salvador do mundo, o Messias. Messias ou Cristo significa “O Prometido” de Deus. Jesus era Aquele a quem o povo esperava desde os tempos do Antigo Testamento. A mulher conhecia essas promessas; e agora Ele estava ali, falando com ela!  Jesus tinha vindo para salvar aquela mulher do pecado. Ela olhou maravilhada para Jesus!

A mulher samaritana recebeu a água da vida eterna. Ela creu que Jesus era o Messias, o maravilhoso Salvador!

Assim que Jesus e a mulher terminavam a conversa, seus discípulos retornaram com a comida. Eles ficaram assombrados ao ver Jesus falando com a mulher samaritana, mas aguardaram em silencio.

Então, para  surpresa deles, a mulher de repente deixou seu pote de água  para trás e correu em direção a cidade.

Sabendo da verdade de que Jesus é o Messias, a mulher queria contar aos outros! Ela mal podia esperar para compartilhar as boas novas: o Messias, o Salvador chegou!

Entrando na cidade, ela contava as boas novas com toda alegria, enquanto as pessoas a cercavam para ouvir: ”Venham ver um homem que me disse tudo o que tenho feito”.

As pessoas vieram a Jesus. Elas estavam surpresa com as palavras da mulher que queriam ver se Jesus era verdadeiramente o Messias, esperado há tanto tempo.

 Muitos dos samaritanos creram no Senhor Jesus por causa do testemunho da mulher e também por terem ouvido pessoalmente a palavra dEle. Eles creram em Jesus como o seu Salvador e amigo, aquele que perdoaria seus pecados, pois se importa com sua sede espiritual.

BANNER

Dica De Livro: “Por que Evangelizar Crianças?”

Será que estou no caminho certo em meu ministério com crianças? Que tipo de mensagem eu deveria ensinar através das histórias? Será mesmo que as crianças precisam de salvação? Por que evangelizar crianças?

Este livro apresenta de maneira clara e objetiva a vontade de Deus quanto à responsabilidade dos cristãos de evangelizar crianças. Sam Doherty mostra quão precioso e vantajoso é alcançar as crianças, o quanto antes, com a mensagem transformadora do Evangelho de Cristo!

Com a leitura deste livro, todas as dúvidas e inquietações quanto ao principal objetivo de um ministério infantojuvenil desaparecerão. Você descobrirá como Deus se importa com a salvação das crianças. E ainda mais: Você ficará motivado para comunicar o Evangelho às crianças que estão ao seu redor!”

Sam Doherty

Este livro auxilia o líder a enxergar e compreender o objetivo principal de um ministério com crianças: a salvação de meninos e meninas.
Levar uma criança a Cristo é algo de muito valor, porque quando são salvas, podem viver a vida inteira para Jesus. Quando a criança se converte, ela influencia toda a família a ser salva por meio da transformação de sua vida. Quando ela cresce, Jesus pode usá-la, como pregador, líder ou missionário para edificar a Sua igreja. Sua vida com Jesus terá uma influência positiva em vários aspectos da sociedade e da política. Elas influenciam a comunidade com seus valores bíblicos e com sua forma de viver.

O livro está a venda no site da APEC  e custa R$12,00

Especial-Livro Sem Palavras- Parte III

Faça Você mesmo:Luva LSP

“Ganhar crianças é o melhor investimento. Mesmo que façamos tudo o que pudermos com as pessoas convertidas no final da vida, nunca poderemos tirar muito delas. Ficamos muito felizes com elas; mas aos setenta anos, o que sobra, mesmo que vivam uns dez anos a mais? Treine uma criança e ela pode ter cinquenta anos de serviço sagrado para realizar”

Charles Spurgeon

A partir do Livro Sem Palavras muitas ideias sugiram para ajudar a divulgar a maravilhosa mensagem da salvação. Pensando nisso esse post ajudará você a fazer mais um recurso usando o método do Livro Sem Palavras.

Materiais Necessários:

  • Lã nas cores: amarela, preta, vermelha, branca, verde
  • Cola de Contato
  • Olhos de Plástico
  • Tesoura

1ºPasso: Dê varias voltas na lã, como na foto

2º Passo: Amarre o meio dessas voltas com um pedaço de lã da mesma cor e corte as pontas.

3ºPasso: Agora é só colar os olhinhos com a cola de contato.

Siga os passos 1,2 e 3para fazer as carinhas com as outras cores do Livro Sem Palavras. Lembre-se que o Livro Sem Palavras tem 5 cores, amarela, preta, vermelha, branca, verde.

4ºPasso: Depois das carinhas prontas é só colar na luva na ordem correta.

Tudo pronto…Agora é só alegria!!

 

 

banner LSP

Especial- Livro Sem Palavras- Parte II

Um rico legado

O Livro Sem Palavras, primeiro com apenas três paginas- nas cores preto, vermelho e branco, foi apresentado por Charles Spurgeon em 1866. Ao pregar no Tabernáculo Metropolitano, em Londres, seu sermão tinha como titulo ”O Livro Sem Palavras”. O sr. Spurgeon falou sobre um antigo ministro que reuniu três páginas e as folheava frequentemente para lembrar-se dos seus pecados, do sangue de Cristo derramado por ele e da purificação “mais a branca do que a neve” concedida para ele.

Não se sabe quando a página dourada foi acrescentada, mas ela trouxe outra dimensão ao livro, retratando o amor de Deus e as glórias do Seu lar celestial. Nove anos mais tarde, D.L Moody usou o livro colorido em um culto para crianças onde cerca de 12 mil estavam presentes para ouvir sua mensagem sobre o “livro de quatro páginas- nas cores preto, vermelho, branco e dourado”.

-Conte uma historia para nós, Fanny Crosby, a conhecida compositora de hinos, tirava muitas vezes da bolsa um pequeno Livro Sem Palavras e contava às crianças, a quem tanto amava a história do Salvador.

Em 1895, o livro foi levado à Índia por Amy Carmichael. Amy e sua auxiliar fizeram uma bandeira de cetim nas cores dourada, preta, vermelha e branca, e as puseram em seu carro puxados por bois, indo de aldeia em aldeia divulgando o Evangelho no Sul da Índia. -Um texto muito útil para um sermão de improviso – comentou Amy. Nos grupos menores ela usava o pequeno livro em vez da bandeira.

Ruth Overholtzer, a segunda esposa do fundador da APEC, J.I Overholtzer, descobriu o livro em 1924. Ela o encontrou na livraria do Dr. Harry A. Ironside, que se tornou pastor da Moody Memorial Church, em Chicago. O Livro Sem Palavras estava sendo publicado em Londres naquela época.

Quando a APEC começou a imprimir o livrinho, 15 anos mais tarde, eles adicionaram a última cor, verde, para representar o crescimento na nova vida. Publicaram um folheto ensinando como usar o livro, e incluindo versículos bíblicos para cada página.

Um legado continuo para as futuras gerações

Nos anos que se seguiram, O Livro Sem Palavras foi levado por missionários a centenas de países do mundo, guiando milhões de meninos e meninas a Cristo. Por meio da linguagem universal da cor, Deus tem usado este meio eficaz para comunicar sua maravilhosa Mensagem da Salvação, talvez mais do que qualquer outro instrumento na História.

Use você também o Livro Sem Palavras. Comece a conversa com a criança apresentando-se, caso necessário, e descobrindo o nome da criança para poder chamá-la pelo nome durante toda a apresentação. Permita que a criança dialogue com você enquanto ensina passo a passo, cor a cor. Sempre compartilhe com oração e entusiasmo, lembrando que este é o Caminho da Salvação para o seu ouvinte.

O Livro Sem Palavras tem sido ensinado também às crianças salvas que desejam compartilhar sua fé com outros. Muitas crianças têm sido levadas a Cristo usando esta ferramenta simples. Transmita instruções claras e dê oportunidade para a prática à medida que passa este rico legado a uma nova geração.

Fonte: Revista –O Evangelista de Crianças- nº223, APEC

Especial- Livro Sem Palavras

Métodos de evangelismo Infantil – Livros sem Palavras – APEC

Veja nesse vídeo, métodos variados para usar as cores do Livro Sem Palavras.

As ideias são maravilhosas é só usar a criatividade!

Video: Ronaldo Bauer

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...